São João de Braga deu a volta ao Minho em promoção

Organização percorreu muitos dos concelhos minhotos este sábado

Pelo quarto ano consecutivo a Associação de Festas de São João de Braga voltou à estrada para mais uma ação de promoção, desta vez no Alto e Baixo Minho com o objetivo de dar a conhecer aos minhotos as tradições sanjoaninas bracarenses.

Póvoa de Lanhoso, Amares, Vila Verde, Ponte da Barca, Arcos de Valdevez, Ponte de Lima, Viana do Castelo, Esposende e Barcelos foram os concelhos que receberam a comitiva responsável pelas festas municipais de Braga.

Para o presidente da Associação de Festas de São João de Braga, Rui Ferreira, “é importantes realizarmos ações de proximidade e em contacto com as gentes minhotas uma vez que o São João de Braga mantém uma grande relação com a população dos concelhos vizinhos e são estes os nossos principais visitantes”.

A beleza da Parada Folclórica e da Batalha das Flores e a animação do Festival de Cavaquinhos e do III Encontro de Joões foram, para além dos grandes concertos, alguns dos argumentos que a Associação de Festas de São João de Braga levou nos cartazes e milhares de programas que distribuiu para convencer os minhotos a viverem os 11 dias das Festas de São João em Braga.

 

Inscrições abertas para o Cortejo Histórico sanjonino!

Face ao notório sucesso dos anos antecedentes, a Associação de Festas de São João de Braga volta a convidar os bracarenses a integrarem o Cortejo Histórico que este ano sai à rua a 15 de Junho, e tem início às 22 horas.

Nos séculos XVI e XVII as festividades bracarenses em honra de São João Baptista eram marcadas por inauditas tradições repletas de simbologia, tal como o cortejo que antecedia a “Corrida do Porco Preto” composta por cavaleiros, o Rei e Imperador, as danças da Mourisca e das Pélas, os candeleiros, bandeiras, espingardeiros, a serpe e cavalinhos, entre muitas outras expressões culturais da época.

Evocar e revisitar as raízes ancestrais, e também algumas tradições do período barroco das festividades sanjoaninas são o objectivos basilares do Cortejo Histórico sanjoanino que, em 2017, juntou centenas de participantes e milhares de espectadores.

Para a Associação de Festas de São João de Braga este é, mais uma vez, um momento notável para as festas e para consolidar a envolvência da comunidade nas mais antigas sanjoaninas de Portugal.

As inscrições para os figurantes do Cortejo Histórico estão disponíveis através do site oficial da Associação de Festas de São João de Braga.

http://saojoaobraga.pt/inscricoes-abertas-para-o-cortejo-historico-sanjonino/

Braga volta a receber a Black Pig Race – Prova de Obstáculos

A Associação de Festas de São João de Braga, em parceria com a Sinctime promove mais uma edição da Black Pig Race – Prova de Obstáculos, numa reinvenção de tradições das festas sanjoaninas de séculos passados como a corrida do porco preto.

Assim, em 2018 esta tradição antiga das festas de São João volta a reinventar-se como prova urbana de corrida de obstáculos, que combina a corrida com a superação de obstáculos naturais, artificiais, urbanos e arquitectónicos aliando a figura do porco preto às corridas de obstáculos que hoje em dia cativam muitos participantes de todo o país, fiéis a este tipo de provas.

Esta nova corrida do porco preto realiza-se no dia 17 de Junho com partida marcada para as 10h no Parque da ponte, onde também será finalizada depois de ultrapassados vários quilómetros de obstáculos e desafios pelo Parque do Picoto, complexo do Estádio 1º de Maio e Ecovia do Rio Este, em busca da auto superação e do melhor tempo.

A organização das festas municipais acrescenta que “para além da competição existente, este tipo de provas têm um clima de festa, espírito de equipa e entreajuda.” As inscrições estão disponíveis no site do São João de Braga ou da SincTime, assim como o regulamento.

http://saojoaobraga.pt/braga-volta-a-receber-a-black-pig-race-prova-de-obstaculos/

À Descoberta de Braga’ na rota do São João

Primeira sessão decorre esta Quarta-feira, dia 6 de Junho

As Festas de São João são o tema central de mais um conjunto de acções integradas no programa “À Descoberta de Braga”, que o Município realiza com periodicidade mensal para com o intuito de dar a conhecer aos bracarenses o seu património e história local. São no total três sessões que visam complementar a proposta que as sanjoaninas bracarenses vão apresentar ao Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.

A primeira sessão, em forma de tertúlia, realiza-se esta quarta-feira, dia 6 de Junho, a partir das 21h30, no auditório do Museu D. Diogo de Sousa. O tema é a “Festa: entre a tradição e a actualização” e pretende abordar a tensão existente entre a necessidade de preservar os usos e costumes do passado e a evolução natural deste tipo de manifestações. Esta iniciativa terá como convidado Jean-Yves Durand, antropólogo do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho e investigador do Centro em Rede de Investigação em Antropologia.

A segunda iniciativa, inserida no ciclo “Braga à Lupa”, decorre na Quinta Pedagógica na quarta-feira seguinte, 13 de Junho, pelas 21h30. As ervas de cheiro, onde adquire particular relevo o manjerico, afirmam-se como primordial símbolo das Festas de São João, por isso mesmo o objectivo é abordar estes elementos, quer na sua perspectiva botânica, quer na dimensão simbólica que possuem no âmbito daquelas celebrações. Para abordar ambas as perspectivas são convidados Natália Costa, engenheira biológica, e José Machado, etnólogo.

A derradeira iniciativa está agendada para 20 de Junho, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, e prevê uma sessão sobre “Os cantares polifónicos a São João na tradição popular minhota”. O musicólogo da Universidade Nova de Lisboa, Manuel Pedro Ferreira, é o convidado especial para nos vir falar de um dos elementos mais marcantes das festividades bracarenses.

Os interessados em participar apenas tem que efectuar inscrição prévia através do e-mail cultura@cm-braga.pt.

 

Vigo rendeu-se ao São João de Braga

O São João de Braga chegou à Galiza este fim-de-semana com uma ação promocional que chamou a atenção dos transeuntes do centro histórico.

Mais de 40 figurantes encheram as ruas e deram outra cor ao fim-de-semana da maior cidade da Galiza, transmitindo a alegria das festas sanjoaninas bracarenses a quem por ali passava. “Conseguimos dar uma boa amostra do entusiasmo que se vive nas festas do São João de Braga. Esta iniciativa surge também com o intuito de ir afirmando a maior festa popular de Portugal internacionalmente”, afirmou o Presidente da Associação de Festas de São João de Braga, Rui Ferreira.

Para Rui Ferreira, o Cortejo Sanjoanino deste sábado foi uma oportunidade para mostrar o carácter abrangente e animado da Maior Festa Popular de Portugal: “As festas do São João de Braga oferecem quase duas semanas de constante entretenimento a quem as visitar e esta foi uma boa maneira de demonstrar aos galegos que vale a pena visitar Braga nesta altura do ano”.

O Cortejo Sanjoanino desta tarde percorreu várias ruas do centro histórico de Vigo, e foi animado pelos característicos cabeçudos e gigantones da Associação Cultural e Artística “Ida e Volta” e pelas cores do traje minhoto envergados pelo Grupo Folclórico da Universidade do Minho.

 

Hasta Pública para venda de Bebidas

Organização das sanjoaninas irá adjudicar exploração dos espaços para comércio de bebidas

A Associação de Festas de São João de Braga levará a cabo a licitação de 13 cabines e 5 contentores de venda exclusiva de bebidas para as festas sanjoaninas. No próximo dia 7 de junho, pelas 18h00, o auditório do Museu do Traje Dr. Gonçalo Sampaio, na rua do Raio, receberá a sessão de hasta pública para a concessão dos espaços.

Para a Associação de Festas de São João de Braga, a hasta pública destinada à adjudicação das cabines e contentores para venda de bebidas «pretende dar a oportunidade a todos os interessados» de aceder aos espaços disponibilizados em 2018.

A organização reservou ainda quarto espaços para o movimento associativo do concelho, que serão atribuídos mediante as contrapartidas concedidas à animação das festas ou, sem qualquer tipo de contrapartida, para associações de índole social.

Todos os interessados poderão consultar aqui regulamento do direito de concessão em hasta pública e os anexos relativamente à localização, preçário das bebidas e informações de venda e assistência.

http://saojoaobraga.pt/hasta_publica_2018/

Ponte de Lima recebe exposição de fotografia do São João de Braga

O Posto de Turismo de Ponte de Lima, acolhe a terceira exposição do São João de Braga fora do concelho depois do sucesso da iniciativa no ano anterior em Ponte da Barca e Arco de Baúlhe. A Exposição “Objetivas sobre o São João de Braga”foi inaugurada este sábado pelos representantes da Câmara Municipal de Braga, da Câmara Municipal de Ponte de Lima e da Associação de Festas de São João de Braga e poderá ser visitada até ao próximo dia 3 de Junho.

Esta exposição “fora de portas” é uma realização conjunta da Associação de Festas de São João de Braga com o Município de Ponte de Lima e surge no âmbito dos encontros e parceria das Romarias do Minho que pretendem levar estas manifestações populares e comunitárias tão características desta região a património imaterial.

Para o presidente da Associação de Festas do São João de Braga esta é uma parceria muito feliz que para além de dar corpo a ações práticas e visíveis da parceria com as romarias minhotas “é também uma ótima maneira de promover as nossas festas noutros concelhos” referiu, deixando também o desafio “que outras festas e romarias tomem também este tipo de iniciativas”.

Este programa intitulado pela organização como “São João fora de Portas” termina em São Torcato, Guimarães, que acolherá a mesma exposição no Átrio dos Paços do Concelho, do dia 6 a 13 de Junho.

http://saojoaobraga.pt/ponte-de-lima-recebe-exposicao-de-fotografia-do-sao-joao-de-braga/

11 dias de festa, uma estátua e o Presidente da República

A Capela de São João da Ponte foi novamente o palco escolhido para a apresentação do programa das Festas de São João de Braga, que irão decorrer entre 14 e 24 de Junho.

Um dos grandes destaques da apresentação é a inauguração de uma estátua em honra de São João Baptista, que ficará implantada no Largo de São João da Ponte. Este monumento evocativo ao patrono das festas resulta de uma gentil oferta do artista bracarense Alberto Vieira, que conceberá a obra, e do Mercado da Pedra, que cede gentilmente a matéria-prima.

«O grande momento da festa é um sonho que tínhamos e que achávamos não ser possível tão cedo. O São João é algo imaterial, mas é também honrar a memória de um homem, e às vezes esquecemo-nos disso. Homens grandes merecem festas grandes, mas também uma estátua, e vai ter», referiu o Presidente da Associação de Festas de São João. «João Batista é fulcral no Cristianismo. O homem que, por dizer a verdade, defender valores e honrar compromissos, foi assassinado. Trata-se de um exemplo para a nossa sociedade, um homem de palavra, um exemplo brilhante», acrescentou.

A inauguração da estátua está prevista para as 12h30 do dia 23 de Junho, contando com a esperada presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Quase duas décadas depois da vinda de Jorge Sampaio por ocasião das comemorações do bimilenário da cidade, as Festas de São João voltam a acolher um Presidente da República, sendo momento de particular regozijo.

Tradições seculares

As tradições seculares da Dança do Rei David e do Auto do Carro dos Pastores são os elementos mais autênticos do programa, mas não faltam outros aliciantes como um inédito festival de cavaquinhos, exposições, concertos com artistas de renome, exibições de rua, cortejos, procissão, zés-pereiras, desgarradas e bandas filarmónicas, entre outros focos de exteriorização de alegria. A realização do XXIX Encontro Internacional de Gigantones e Cabeçudos no primeiro sábado das festas, bem como a Parada Folclórica, o maior desfile do género em Portugal, completam o cartaz tradicional. No cartaz musical deste ano sublinhe-se a atuação de Quim Barreiros, dos Minhotos Marotos ou de Sérgio Mirra, bem como os grandes concertos com C4 Pedro e Anjos. A Noite Académica, Cantares ao Desafio, Encontro de Concertinas completam o cartaz musical.

Com mais de 251 horas de programação num total de 148 ações previstas, 10 mil pessoas envolvidas e 338 entidades implicadas, a organização deseja consolidar a posição das sanjoaninas de Braga na rota das principais festas populares portuguesas.

Significado da imagem 2018

O imaginário deste ano é marcado pela tradição das ervas de cheiro e das flores, um dos elementos indispensáveis em qualquer celebração sanjoanina, algo que ficará bem explicito pelo cartaz, ornamentações e identidade gráfica que caracteriza as festas deste ano. A imagem gráfica é um excelente trabalho da Pi Creative Studio, de Braga, que colabora com a AFSJB há vários anos.

Na apresentação pública do programa das festas marcaram presença Ricardo Rio, Presidente da Câmara Municipal de Braga, Nuno Bernardo, diretor executivo de marketing da Super Bock, Marco Sousa, representante da Entidade de Turismo do Norte de Portugal e o Cónego Roberto Rosmaninho Mariz, representante do Cabido da Sé, além de outros convidados e parceiros.

O programa completo das sanjoaninas bracarenses pode ser consultado no site oficial do São João de Braga, aqui.

 

O São João de Braga “invadiu” a Agro

Este domingo, a 51ª da AGRO, certame que nasceu no São João de Braga, e que decorreu este fim-de-semana no recinto do recém inaugurado Fórum Braga, foi palco de uma ação de promoção das Sanjoaninas de 2018.

Os atrevidos gigantones e cabeçudos, os ritmos vibrantes dos bombos, concertinas e gaitas de foles, a beleza incomparável dos trajes do Baixo Minho e a mascote do São João de Braga – Joni “o porquinho dos afetos” – animaram mais uma edição deste certame, proporcionando aos milhares de visitantes uma tarde de animação.

A um mês do início das maiores e mais antigas sanjoaninas do país, a Associação de Festas de São João de Braga levou assim as tradições e o ambiente das romarias minhotas a um evento que recebe milhares de pessoas de todo o país. Ficou no ar a nostalgia das Sanjoaninas passadas, mas sobretudo, o anseio pelas Sanjoaninas que não tardam!

Nesta ação promocional, a Associação de Festas de S. João de Braga contou com o apoio do Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio e da Associação Cultural e Artística Ida e Volta.

http://saojoaobraga.pt/o-sao-joao-de-braga-invadiu-a-agro/

Documentário sobre o São João de Braga volta a percorrer o concelho

Levar o São João além das “portas” do centro da cidade e despontar o clima sanjoanino é a tónica do programa “São João Fora de Portas” que mais uma vez a Associação de Festas de São João de Braga leva a cabo e que compõe uma série de iniciativas pelas freguesias do concelho, a destacar a exibição do documentário “O São João é de Braga” e a exposição “Cartazes do São João de Braga”.

O documentário é uma viagem ao passado, que compila toda a história das Sanjoaninas deslindando os momentos mais marcantes das festas repletos de genuínas tradições, este contempla imagens da memória recente das festas do São João de Braga da edição de 2014, assim como, saudosas e inéditas imagens das décadas de 30 a 70, cedidas pelo Arquivo de Imagens em Movimento. A exposição “Cartazes do São João de Braga” evoca os cartazes sanjoaninos passados, dando a possibilidade de serem admirados e recordados todos os traçados e simbologias.

“O São João é de Braga” exibido pela primeira vez em 2015 no Theatro Circo, difundido em 2016 através da sua emissão na RTP2, este ano será acolhido pela freguesia de Adaúfe e pela União de Freguesias de Celeirós, Aveleda e Vimieiro.

A exibição itinerante arranca no dia 19 de maio, às 21h15, no auditório da antiga junta de freguesia de Adaúfe. Segue-se Aveleda no dia 3 de Junho, às 15h00 no auditório da junta de freguesia de Aveleda. Acompanhando a exibição do documentário e a exposição “Cartazes do São João de Braga” cada uma das freguesias irá abrilhantar as sessões com a atuação dos seus grupos etnográficos e/ou culturais.

Com esta iniciativa, a Associação de Festas de São João de Braga pretende envolver ainda mais a comunidade bracarense, preservar a memória sanjoanina e perpetuar as maiores e mais antigas Festas Sanjoaninas de Portugal.