PROGRAMA

Rusgas

As festas de São João de Braga são conhecidas pelo seu caráter de romaria, evidenciado na noite de 23 de junho.

A maior noite do ano arranca com um cortejo, que em tempos era sinónimo da espontaneidade da comunidade bracarense.

Em tempos, os romeiros da cidade, vindos das zonas mais rurais de Braga, juntavam-se no centro histórico de Braga e rumavam, por entre cantares e danças, até ao Parque da Ponte, onde, como devotos que eram, rendiam homenagem ao São João. A caminhada festiva era feita por homens e mulheres trajados dos pés à cabeça, com oferendas que levavam ao Santo Percursor e nem os instrumentos musicais ficavam para trás.

O cortejo, que descia a Avenida da Liberdade até ao Parque da Ponte, terminava com as promessas para mais um ano de jorna e com a recolha da pagela que, no caso dos homens, prendiam rapidamente ao chapéu.

Recriando a tradição, o cortejo das rusgas – que é atualmente organizado pela Associação de Festas -, sai da zona do Arco da Porta Nova e ruma até ao epicentro da romaria, juntando os mais diversos grupos culturais da cidade no arranque da noitada de São João onde as marteladas e os alhos porros não faltam.